Handia (2017) Script

Art Subs - 9 anos fazendo Arte para você!

Legenda rMonta -


NO FINAL DO SÉCULO 18 E AO LONGO DO SÉCULO 19 HOUVE UMA SÉRIE DE CONFLITOS NA EUROPA MUITOS DOS QUAIS TINHAM UM DENOMINADOR COMUM:

TENSÕES ENTRE O ANTIGO E O NOVO REGIME.

ESTA HISTÓRIA BASEIA-SE EM EVENTOS E PERSONAGENS REAIS.

Este mundo está mudando constantemente. É imparável.

Às vezes, no entanto, parece inalterável aos nossos olhos.

Não é mais do que uma miragem.

Sob essa superfície, está mudando continuamente.

Meu irmão Miguel Joaquin e eu vivemos no mesmo mundo em mudança, Mas lidamos com isso de maneiras muito diferentes.

Os anos passaram e Joaquin foi o primeiro a morrer.

Mais tarde, nosso pai morreu.

Como havia pouco espaço no cemitério de Altzo, tive que remover os ossos do meu irmão Joaquin para abrir espaço para os restos de nosso pai.

O que foi?

Não tem nada.

O túmulo estava vazio.

Os ossos do meu irmão desapareceram...

Como se esse mundo em mudança os tivesse engolido.

GIGANTE

CAPÍTULO 1 O DESTERRO DE MARTIN

Onde está Maria?

O quê?

Ela vem?

Não sei.

Por quê?

Só para saber.

Olhe!

Um lobinho.

Aonde vai?

Não!

Cuidado, Martin.

A mãe deve estar por perto.

Martin, vamos.

Estou indo.


Obrigado.


Lobos.

Hoje desceram da montanha... para caçar homens.

É uma má notícia.

Maria...

Pare de olhar pela janela, volte ao trabalho.

Soldados.

Carlistas, eu acho.

Rápido, vamos!

Rápido! Primeiro a carne, depois o resto.

Estão chegando perto!


Joaquin!

Martin!

Desçam aqui!

Preciso deles para trabalhar na fazenda.

Caso contrário, morreremos de fome.

Todos os agricultores dizem o mesmo.

Todos são a favor dos privilégios, mas quando se trata de lutar, ninguém quer fazer sua parte.

Os outros que o façam.

Por que defender tudo isso se não haverá homens para mantê-lo mais tarde?

Vamos levar um deles.

Você escolhe.

Joaquin, você fica.

Por que eu?

O que está dizendo?

Joaquin fica, eu disse.

Por que eu tenho que ir?

Você ouviu. Um de vocês tem que ir.

Mas por que eu? Porque eu disse!

Tudo bem, levaremos o outro.

Não quero mais problemas na frente de batalha.

Espere, espere...

Não.

Eu vou.

Não se preocupe...

Volto em breve.

E quando eu voltar, nós dois cuidaremos da fazenda.

Tudo bem?

Nosso pai não viverá para sempre.


Bom trabalho!

Façam o que quiserem com eles.


Ele é de Altzo.

Nieves, a menina de Oiarbide, encontrava-se secretamente com Jacinto de Arretxe.

Todos de Altzo descobriram antes do marido.

Imaz, o poeta, já lhes dedicou alguns versos.

Deus, ele não perde tempo.

O que mais?

Suponho que você já saiba...

Seu irmão Joaquin está com Maria.

Eu não sabia.

Bem, estão namorando.

Parece sério. Alguns dizem que ouvem sinos de casamento.

O quê?

Pensei que você sabia.

Estamos bem.

Mas ainda há muito a fazer para ganhar a guerra.

Ainda corremos o risco de perder nossos direitos.

Como reconhecimento pelas últimas vitórias... o general decidiu conceder uma licença doméstica.

Duas semanas para visitar a família e ajudar na colheita.

Antonio, Joaquin está em casa?

Sim, ele está lá.


Quantas noites você vai ficar?

Quatro noites, eu acho.

BILBAO

Todo mundo seguindo com suas vidas e nós aqui.

Ei, Fernando...

Você entende o que diabos estamos fazendo aqui?

O que quer dizer?

Por que estamos lutando?

Serei honesto com você, não ligo mais para tudo isso.

Quando acabar a guerra, vou embora.

Para onde? América.

América?


Não consigo mexer o braço.

Não se preocupe, vai conseguir.

E se eu não conseguir?

A guerra terminou.

É hora de ir para casa.

CAPÍTULO 2 MARTIN E O GIGANTE

TRÊS ANOS MAIS TARDE

40 que não!

40 que não!

40 que não!

41 que sim!

42 e meio que não!

Muito bem.

42 e meio que sim!

Eu ganhei. Sim.

Se me der trabalho perdoo sua dívida.

O quê?

Se me der trabalho está perdoado.

Você não faz rodeios, não é?

Não preciso de você.

Próximo.

De onde será?

De Altzo?

Deve ser enorme.

E forte. Muito forte.

Tem alguém?


Não é Martin de Ipintza-zahar?

Sim, é ele.

Não está morto?

Martin, de Ipintza-zahar.

Pai, pai!

Seu irmão está aqui.


É fácil comer com apenas um braço?

Agora é.

Já me acostumei.

Por que não veio para casa antes?

A guerra terminou há três anos.

Tinha muitas coisas para fazer...

Posso comer um pouco mais?

Chegue mais perto.

Se pretende ficar, terá que colaborar.

Não vou ficar.

Com um braço, não serei muito útil na fazenda.

Me falaram de uma oportunidade de negócio na América.

Mas preciso de dinheiro para o barco.

Martin, não sei o que esperava encontrar, mas aqui não há dinheiro.

Não pode me adiantar nada?

Não seria muito...

Se eu digo que não tem, não tem.

Não!

Joaquin! Não comece!

Pegue o que derrubou!

O que está fazendo?

Você disse que cuidaríamos disto aqui juntos.

Eu disse isso?

Sim, você disse isso!

Deixe seu irmão em paz!

Quando eu voltar, nós dois cuidaremos da fazenda.

Eu estava esperando!

As coisas mudam, Joaquin!

Por quê?

Por que mudariam?

Você deve ter mudado! Eu continuei aqui.

O mesmo de antes.


Boa noite, Antonio. O que faz aqui?

Isto é para você, em sinal de boa vontade.

Não tivemos carne este ano...

Por que isso agora?

Meu filho Martin está de volta.

É mesmo? Ele está vivo?

Essa é uma ótima notícia!

Ele pode ajudá-lo na fazenda.

Não pode mexer o braço direito, não será de muita ajuda.

Me pediu algum dinheiro para ir para a América.

Na me envolva nisso...

Não estou pedindo dinheiro.

Só quero que me desconte parte do aluguel.

É o mesmo que me pedir dinheiro.

A terra é pobre, o solo está seco.

Se Martin ficar conosco é mais uma boca para alimentar.

Antonio, isso me fará parecer um canalha.

Não sou eu quem não quer pagar o aluguel.

Eu sei, você está certo, mas...

Teremos que pagar por perdermos a guerra.

Já subiram os impostos e subirão mais.

Se não me pagar o combinado, não poderei pagar os impostos.

Então duas famílias serão condenadas, não uma.

Desculpe, Antonio.

Estou certo de que conseguirá seguir adiante com a fazenda.

Vamos, recolha isso e traga no próximo mês com o resto.

Adeus.


O senhor conversando com o pai é José Antonio Arzadun.

É um promotor de espetáculos.

O que ele está fazendo aqui?

Está dizendo que podemos ganhar muito dinheiro.

Se colocarmos você no show.

Me colocar no show?

Mostrar... como você é.

Deixe-me explicar...

Não!

Por que me colocar no show?

Porque você é grande.

Enorme. Sejamos honestos.

Devia ter visto como olhavam os seus tamancos.

Cale a boca!

Não preciso saber que riem de mim.

Do que está falando! Ninguém está rindo de você.

Em Tolosa, sem ir mais longe!

Todos temos que fazer coisas que não gostamos.

Pare com isso! Me deixe em paz!

Continue assim e acabarão como os Sarasua.

Como assim?

O que você acha? Acha que sabiam que perderiam a fazenda?

Mendigando de casa em casa? Vá lá e pergunte a eles!

Veja o que eles dizem.

Você e eu não podemos tocar esta fazenda...

Mas podemos tocar este negócio.

O pai não concordará.

Até Arzadun dizer a ele o quanto podemos ganhar.

Pagar para ver um rapaz alto?

As pessoas estão dispostas a pagar pelo que nunca viram.

O mundo está ficando louco.

2,24 metros!

Três centímetros mais alto. Ele continua crescendo.

Já estão indo?

Sim, para Bilbao. Agora é apenas um teste.

Se funcionar, vamos fazer mais shows.

Boa sorte, então.

Vamos ver.

Vamos, Martin.

Sim, tudo bem.

Estaremos de volta em uma semana.

Adeus.

BILBAO

Iremos caminhando.

Lentamente, mas sem parar.

Ele está nervoso.

A não ser em Altzo, faz um ano e meio que ele não sai na rua.

Eles vão rir de mim.

Não se preocupe, Joaquin.

Não se preocupe. Vai se acostumar com isso.

As pessoas se adaptam a tudo.

É sempre assim.

Vamos lá, Joaquin.

Vamos.


MADRI

Sr. Colossus.

Boa tarde.

Sr. Colossus?

Você está aí?

Vou falar com ele na língua dele.

Sr. Colossus, você está aí?

Aqui... Estou...


Estão prontos?

Agora o Sr. Colossus estenderá os braços para que comprovem como ele é grande comparado a vocês.

Levante-se, caminhe até ele.

Experimente você também.

Esse casaco?

Como disse?

Esse. Onde você compra?

Este? Um alfaiate fez para mim na Rua Arenal.

Arenal? Sim.

Muito bonito, não?

"Este homem enorme, "que esteve conosco por várias semanas, é capaz de inguerir 20 litros de sidra por dia."

"Inguerir." O que significa?

Ingerir.

Beber.

Parece bom.

As pessoas vão adorar.

Pode esquecer!

Não vou sair vestido de soldado Isabelino!

Você está em Madri.

Quer se vestir como um Carlista?

Quando souberem em casa...

Não se preocupe com isso.

Veja isto. Você está no jornal.

Desenharam você.

O que é isso?

Não parece comigo!

As pessoas nem chegam nos joelhos!

Qual é o problema?

Tudo o que fazem é mentir.

Deixe as pessoas imaginarem.

Você está aqui... mas lá fora, sua lenda está se espalhando de boca em boca.

Crescendo mais rápido que você.

Até domingo que vem. Vá com Deus.


Por favor!

Não esqueça de trancar a porta. Voltaremos ao anoitecer.

Está muito elegante, Martin.

Obrigado...

Você acha?

Não parece que é você.

Bem, até logo.

Adeus.


Passem por baixo e vejam a distância entre suas cabeças e os enormes braços deste maravilhoso ser.

Vejam como suas cabeças estão bem abaixo dos braços do Colossus.

Com licença, com licença.

Sim, diga?

Este ato de circo é muito bom, mas nossa intenção quando contratamos você, era olhar para outros aspectos do gigantismo de um ponto de vista médico ou mesmo psicológico.

Muito bem.

E o que você sugere?

Sugiro um formato de perguntas e respostas.

Tudo bem.

Vá em frente.

Para quebrar o gelo, gostaria de fazer uma pergunta ao próprio gigante, que não sei como chamá-lo porque

"Sr. Colossus" não me parece aceitável.

Qual é o seu nome?

Querem saber seu nome.

Joaquin.

Meu nome é Joaquin Eleizegi.

O que eu gostaria de saber, Sr. Eleizegi, é se você sofre dessa doença desde que nasceu, ou se a contraiu mais tarde.

Você nasceu assim?

Não.

Não, não.

Até os 20 anos ele era normal.

Então ele ficou doente de cama.

Então ele cresceu.

E continua, continua...

E você quem é?

O irmão dele. Martin.

Pela sua aparência, pensei que fosse um novo membro do clube.

Até que ouvi você. "E continua, continua..."

Silêncio, silêncio, por favor.

Você está dizendo que ele não pára de crescer?

Entendeu minha pergunta?

Entendemos perfeitamente.

Você entenderam corretamente o que Martin disse.

Aqui, onde o veem, Miguel Joaquin continua a crescer.

As pessoas riem de mim.

Oh, coitadinho!

Sim, mas não porque você é alto! Riem do jeito que você fala.

É minha culpa se não falo espanhol corretamente?

Aprenda!

Você teve muito tempo!

Por que está vestido assim?

Tendo o traje turco ou o uniforme Isabelino, tinham que parecer que acabaram de sair da fazenda!

O que há com você?

Eles pediram para nos vestirmos assim.

É o que eles esperavam ver.


Por favor, faça parar, faça com que pare...

Por favor, faça parar, por favor, faça com que pare...

Não vai parar...

O que não vai parar?

Ouço meus ossos.

Eu os ouço crescendo.

A minha cabeça dói.

Calma, Joaquin.

Não se preocupe.

Venha. Sente-se aqui.

Tento parar com todas as minhas forças, mas...

Eu não consigo.

Meu corpo não reage.

Ninguém pode crescer para sempre.

E se não parar?

Quero voltar para Altzo.

O que quer fazer em Altzo?

Comprar a fazenda.

Ter uma família, ter filhos.

Fazer o que todos fazem.

O que aconteceu com Maria?

Com Maria era impossível...

Ela não foi feita para mim...

Pensei que foi ela que te deixou.

Por que ela iria me deixar?

E por que você quis deixá-la?

Você faz muitas perguntas.

Lembra como nos confundiam quando éramos pequenos?

Não sabiam quem era quem.

CAPÍTULO 3 JOAQUIN CRESCE


Desça. Ela está te esperando.

Vejo que entrou dinheiro na casa.

O quê?

Colocaram vidro nas janelas.

Ah, sim.

Eu não tinha notado.

Ouvi dizer que quer comprar a fazenda.

Sim. Joaquin e meu pai.

Eu não quero. Por que não?

Há poucas coisas que valem a pena por aqui.

Assim, 40% da casa pertence a Antonio Eleizegi e seu filho Joaquin.

O restante deverá ser pago em parcelas.

A falta de pagamento de três parcelas seguidas, resultará na perda da sua parte e do dinheiro inicial.

De acordo? Sim.

Seis centímetros.

Seis centímetros mais do que a última vez!

Bom, bom!

Viva o Gigante de Altzo!

Viva!

Ouça Joaquin. Esclareça-nos uma coisa.

É verdade que levantou o muro de Zuaznabar sozinho?

O quê?

Absurdo. Eu não disse.

Sim, homem! Eu estava lá, lembra?

Com aquelas pedras resistentes.

Isso não é verdade.

Pelo amor de Deus!

Vão embora, todos vocês!

Venha aqui!

Viemos ver o gigante!

Vão amolar em outro lugar!

Por que não posso sair?

Arzadun diz que pode estragar os shows que ele está organizando.

Ele me entende?

Não, ele não entende.

Ele é retardado?

Não, ele é basco.

Ah, entendo.

Ele poderia me dizer algo em basco?

Naturalmente, Alteza.

Diga algo à rainha em basco.

Mas ela não vai me entender.

Não importa.

Diga algo a ela.

O que você quiser.

Nunca devíamos ter saído de Altzo.

As pessoas me tratam de forma diferente agora.

Não vou dizer isso.

Majestade, Miguel Joaquin, o gigante de Altzo, congratula-se... Há muitos gigantes lá?

Só ele.

É verdade. Com cem como ele, os Carlistas teriam vencido.

Contudo, vocês perderam a guerra.

Porque são Carlistas, não é?

Majestade, nós somos liberais.

Como sabem que ele é o mais alto da Europa?

Não há evidências de um homem mais alto.

Se Vossa Alteza gostar da performance... isso nos permitiria viajar para o exterior...

Você é todo proporcional?

Poderia se despir para mim?

Ela pediu para você se despir.

Desnude-se!


Cuidado.


Pegue minha mão.

Cuidado com a cabeça! Agache.

Muito bem. Está indo muito bem.

Agache, Joaquin!

Esconda-se, Joaquin!

Mais um passo.

Ave Maria... cheia de graça... o Senhor esteja convosco...

Não deixe-os ver você.

Cuidado!

Por favor, faça parar, por favor, faça com que pare...

Faça parar...


Senhoras e senhores!

A pessoa mais alta do mundo!


Viram isso?

Deve medir pelo menos 15 metros.

Quem poderia ter colocado essas pedras lá?

Aí vem o primeiro.

INGLATERRA

Saad, saia.

Joaquin! Venha aqui!

Joaquin, este é Saad.

Saad, Joaquin.


Estamos exatamente na intersecção de duas linhas de pedras milenares, que se estendem além do horizonte.

Estas pedras ainda escondem seus segredos e poderes.

Alguns as vinculam a uma raça de gigantes desaparecida há séculos.

Senhores, gigantes e acompanhantes, nosso trabalho científico de hoje é unir forças e nos conectarmos com o passado dos gigantes.

Com sua essência.

E para isso, eu os convido, meus amigos, nossos colaboradores, a formar um círculo e nossa energia se conectará com o eixo criando uma força rotatória de grande intensidade.

A força emergirá de seus corpos e se fará visível para os humanos.

Peço que unam suas mãos.

Deem as mãos.

As mãos.

As mãos.

Deem as mãos.

Deem as mãos.

Juntem suas mãos.

E formem um círculo.

Usem seu poder!

Usem suas raízes no passado!

Sentem a força?

Sentem a força?

Sentem sua força?

Uma cócega, talvez? Uma cócega?

Sintam sua energia!

Sintam sua energia!

Desde suas raízes!

Você é um semideus!

Sintam sua energia!

Você sente a energia?

Uma cócega?

Uma cócega?

Joaquin, esta é Esther.

Esther deseja conhecer pessoas da altura dela... e eu disse a ela que conheço o mais bonito de todos.

Vamos, deem um passeio juntos.

Para onde?

Para qualquer lugar.

Tudo é bonito.


CAPÍTULO 4 AMÉRICA


Você não vai acreditar, mas ouvi falar tanto do Joaquin que quando eu o vi pensei que ele parecia pequeno.

Aliás, acabei de saber.

Eu não sabia que seu irmão ia para a América.

Quem?

Isidro, seu irmão.

Podemos conversar, pai?

O que foi?

Que história é essa de Isidro ir para a América?

Sim, a decisão foi tomada semana passada.

E por que não me disse nada?

Você estava trabalhando e...

E depois a confusão do casamento...

E você pagou pela passagem?

Um adiantamento da herança.

O adiantamento que eu pedi um dia.

O que está dizendo?

Está ganhando muito dinheiro com Joaquin.

Mas você sabia que eu queria sair.

Na época! Mas as coisas mudam!

É o dia do seu casamento, não é hora de discutir isso.

Quer dançar comigo?


E se nós também fôssemos para a América?

Agora?

Sim. Por que não?

Estamos sempre adiando as coisas.

Eu não sei... Assim de repente...

Confie em mim. Eu estive no exterior... e sei que você ficaria mais feliz longe da fazenda.

Estou feliz aqui.

Honestamente...

Estou bem aqui na fazenda.

Não me importo se há muitos de vocês.

Por que você sempre encontra desculpas?

Parece que não quer progredir!

Eu não disse isso...

Mas e se formos para lá e não for tão fácil?

Se estivéssemos morrendo de fome aqui...

Não é o caso.

Estamos bem... Você está ganhando dinheiro.

Isidro também não está mal, mas ele está indo.

Quando eles me disseram, pensei: era exatamente o que eu sempre quis!

Você poderia escrever embaixo: "O Golias Espanhol"?

Escrito assim.

Bom.

"Espanhol" o quê?

O Golias Espanhol.

Em inglês.

Por que não como sempre? "O gigante guipuzcoano".

Eu prefiro esse nome.

Quero que ele coloque "Handia".

Não sabem o que significa "guipuzcoano" na Inglaterra.

Bem, eu prefiro isso. "O gigante guipuzcoano".

Por que não olha para mim?

O quê? Você nunca olha para mim.

Sempre fala com Martin ou com meu pai...

Nunca diz nada para mim.

Está fazendo isso de novo!

Não olhe para ele! Eu estou falando com você!

Tudo bem, vamos discutir isso em outro momento.

Algumas coisas vão mudar por aqui.

A partir de agora, não vou mais me esconder.

Já falamos sobre isso, Joaquin.

Quero que me dê minha parte do dinheiro.

E também pode dar minha parte ao Joaquin.

Por favor, não se movam.

BORDEAUX

Continue andando, Joaquin.


Desculpe, o que disse?

Você quer dizer "Toulouse"?

Não, não, Tolosa.

Olá.

Enviei o dinheiro.

Já enviou o seu?

Fiz isso ontem.

Mas você disse a ele...?

Sim... Para "Tolos", em uma parcela.

Você já explicou isso mil vezes.

Quer confiar em mim de uma vez por todas?

Notou alguma coisa?

Não podia escolher um lugar mais discreto?

Palmilhas elevatórias.

Assim sou seis centímetros mais alto.

Uns centímetros mais não vão fazer você parecer mais alto.

E com este chapéu?

O que você acha?

O que foi agora?

Olhe, Joaquin...

Já ganhei dinheiro suficiente.

Quando voltarmos, vou embora com Maria.

O quê?

Mas o que você vai fazer na América?

As pessoas vão ganhar dinheiro, você já tem isso aqui.

Eu sempre quis ir para o exterior.

E onde você está agora? Na fazenda?

Você pode mudar de lugar, mas você nunca mudará.

O que quer dizer?

Nem na fazenda, nem nas viagens...

Você nunca foi capaz de se adaptar a nada.

Talvez eu precise de algo diferente.

Sim.

Talvez você precise estar longe de mim.

Isso não é verdade.

Sempre estive com você.

Ao seu lado, ajudando você.

Ao meu lado?

Você sempre quer fugir de mim!

Mas enquanto está ganhando dinheiro

é suportável.

Todos têm que viver sua vida.

Eu acho que é o melhor para Maria e eu.

Cada um vive sua própria vida?

Mas você nunca foi capaz de se defender!

Vive graças a mim e vai para a América graças a mim!

Também tive que fazer sacrifícios.

Por favor.

Tudo você obteve de mim.

Roupas caras, dinheiro para viagens e até sua esposa.

O que obtivemos de você?


Respire...

novamente.

Você tem gigantismo.

Curvatura da coluna vertebral. Tem que suportar muito peso.

Você tem desejos? O quê?

Problemas de ereção? O quê?

Com seu pênis.

Pode ser curado, não pode?

Ele não sabe. Dores de cabeça, articulações doloridas...

é comum em muitos casos. Como no caso de seu irmão.

Já pensou o que fará com os ossos dele quando ele morrer?

A comunidade científica pagaria muito dinheiro para estudá-los.

Vou ser enterrado em Altzo.

Quantos anos tem Joaquin?

29.

Ainda vai viver muito, não é?

Os gigantes não crescem só por fora, seus órgãos também crescem, eles crescem e envelhecem prematuramente... até morrerem.


Arzadun me disse que Esther está em Paris.

Quer se encontrar com ela?

Bem, meus amigos.

É importante que vocês não se movam nos próximos minutos.

Caso contrário, a imagem será borrada.

Joaquin, por favor, olhe para Esther.

Confortáveis?

É como se o mundo abrisse os olhos.

Conhecemos o passado só de ouvir, mas não podíamos vê-lo.

Agora podemos.

A realidade pode ser vista.

A realidade.


Você não gostou?

O que está fazendo?

Saia!


Alto lá!

O que acontece?

Assaltantes.

Tenha calma.

Faça o que eles disserem.

De onde ele veio?

Dentro da carruagem!

Chefe!

Chefe!

Nada mal!


Vamos.


Quanto dinheiro havia?

Quanto dinheiro?

Você disse que enviou pelo correio!

Nada foi enviado para o Altzo?

Eu não confiava.

Não confiava?

Percebe o que fez?

O que você tem de grande, você tem de idiota!

Perdeu seu dinheiro e do pai! Tudo!

Diga-me.

O que faremos agora?


Muito bem.

Adeus.

Não se preocupe, Martin.

Faremos outra turnê e devolveremos tudo que você colocou.

Você vai ver.

Não, Joaquin.

Você já fez o bastante.

Não.

Para trabalhar nas ferrovias você precisa de braços fortes.

Estou disposto a trabalhar.

Você se vê trabalhando com uma pá?

Não há outros trabalhos?

Sim.

Mas não aqui.


O que está fazendo?

Medindo a criança?

Pare, Martin!

Ele está crescendo muito. O que quer dizer?

Não vê que ele está bem?

Ele é maior do que outros da sua idade.

Por favor, Martin!


Se tivesse casado com a giganta... mas assim não sei.

O público não ficará feliz.

E isso não é bom para os negócios.

Por quê?

As pessoas esperam ver um gigante grande e forte.

E mesmo que Joaquin seja jovem... ele está desgastado.

As pessoas imaginam algo diferente.

Eu não entendo...

Você sempre disse para deixar as pessoas imaginarem para vender mais entradas.

Agora está me dizendo o contrário.

Que as pessoas imaginavam demais.

É assim que é.

É irônico, mas é assim que é.

A decadência é muito difícil de evitar.

Pensaremos em algo.

Não me entenda mal, mas... negócio não é o seu ponto forte.

Compraram a fazenda, não?

Por que não se concentrar nisso?

A agricultura verá melhores tempos.

Você vai se adaptar.

É sempre o mesmo.

A capacidade de se adaptar

é o bem mais valioso das pessoas.

Bem, eu acredito no contrário.

É a coisa mais miserável que possuímos.

Coma.

Vai ficar frio.


ÚLTIMO CAPÍTULO O GIGANTE DE UM SÓ BRAÇO

Aí... mais alto.

Não sobrou cartaz em espanhol?

Não entenderão uma palavra de francês.

O desenho é o que importa.

O desenho? Sim.

O desenho não serve de nada, está rasgado!

Não me ajude. Precisa se manter escondido.

Agora.

Agora.

O que está fazendo?

Nada...

Tentando mexer o braço direito.

Mas não consigo.

É inútil.

Sei do que estou falando.

Eu me sinto culpado, Martin.

Por quê?

Porque estamos juntos.

Você e eu, sozinhos.

Tentando seguir em frente embora eu saiba que você queria outra coisa.

Esperem porque aqui vai a sétima.

A sétima bisteca.

Coma, Joaquin.

Sete bistecas. Não é incrível?

Você disse que seria como uma homenagem.

É por isso que cobramos menos.

Mas foi horrível fazer meu irmão dançar com figuras do carnaval.

Tome.


Pare aqui!

Eu fico aqui.

Vá e anuncie minha chegada.

Não pode ficar com este frio.

Não podemos nos preocupar com isso.

Se eles me virem, não venderemos ingressos.

Tudo bem.

Suba e descanse.


Boa tarde.

Boa tarde.

Vocês gostariam de ver um gigante?

Se quiserem, por apenas meio real, poderão ver um gigante de mais de dois metros e meio.

E onde ele está?

No bosque, nas proximidades. Se quiserem, posso trazê-lo.

Este gigante pode beber 20 litros de sidra... e comer oito bistecas.

Cale a boca.

Tome.

Obrigado.

Ouvi falar dele. O chamam de Gigante de Bilbao.

Não.

O Gigante Guipuzcoano.

Se está dizendo, mas ouvi falar dele.

Ele é famoso.

Ouvi dizer que ele é muito alto, mas que não pode fazer muito porque não tem um braço.

Não!

Os braços do gigante estão perfeitamente bem.

É mesmo?

Não perdeu um braço na guerra? Não.

Onde ouviu isso?

Eu não sei. É o que me contaram.


Estou morrendo de frio.

O que houve com você?

Por que está aqui?

Conseguiu espectadores?

Você precisa ir para a América.

Temos de ganhar mais dinheiro.

Mal temos o suficiente para comer.

Você tem que me vender melhor.

Use todas as suas habilidades.

Invente algo...

Faça alterações no show!

Farei o que você pedir.

Vamos para casa.

Vou morrer de frio.


Vamos ler o testamento de Miguel Joaquin Eleizegi Arteaga.

Todos os bens vão para o irmão, Juan Martin Eleizegi, e para o filho deste, Miguel Maria Eleizegi Zuloaga.

24.000 reais para o irmão, e 15.000 para o sobrinho.

Você sabia que Joaquin tinha esse dinheiro?

Não.

De onde ele tiraria tanto dinheiro?

Agora você tem o suficiente para sair daqui.

Para onde?

Eu me acostumei a isto.

Pai...

Por que me escolheu?

O que quer dizer?

A guerra.

Permitiram que escolhesse entre Joaquin e eu.

Você não hesitou.

Decidiu que eu deveria ir à guerra.

Não escolhi você.

Sim.

Escolheu.

Não.

Os Carlistas vieram e levaram o filho mais velho.

Este mundo está mudando constantemente. É imparável.

Às vezes, no entanto, parece inalterável aos nossos olhos.

Não é mais do que uma miragem.

Sob essa superfície, está mudando continuamente.

Maria.

O quê?

Mexeu!

O quê?

Minha mão!

Minha mão mexeu!

Jamais mexi minha mão novamente.

Mas sempre afirmaria que um dia eu a mexi.

Tem certeza?

Sim, Maria.

Ninguém acreditou em mim.

Apesar de não reconhecer...

às vezes eu também duvidava do que meus olhos tinham visto.

Aconteceu agora mesmo!

Na aldeia disseram que eu exagerava... como quando contava de minhas aventuras com meu irmão.

As histórias que contava sobre Joaquin pareciam cada vez mais exageradas...

Longe de desaparecer...

Joaquin continuou crescendo dentro de mim.


Os pertences de Joaquin foram gradualmente se dispersando.

Chapéus, luvas, sapatos...

Não sobrou nada.

O túmulo precisa ser esvaziado.

Não há nada aqui.

Como o resto de suas coisas, os ossos de Joaquin também desapareceram.

Alguns disseram que os ossos de Joaquin estavam em um famoso museu britânico.

Outros disseram que o próprio Joaquin os havia vendido a um médico a fim de deixar dinheiro para a família após sua morte.

Nada foi provado e os ossos de Joaquin nunca apareceram.


Não restava mais que um grande vazio ao seu redor.

Apenas um enorme buraco.

E fui eu mesmo que preenchi esse buraco.


GIGANTE

Art Subs - 9 anos fazendo Arte para você!

Curta a gente no Face: facebook.com/ArtSubs